Acessibilidade

SER FAMÍLIA

Acreditamos ser possível uma prática pedagógica que constrói uma ação coletiva institucional, ou seja, uma ação que engloba todos os seus sujeitos e que deve ser permeada pela afetividade na busca da construção de conhecimentos, garantindo o crescimento humano de todos os seus sujeitos.

O processo educativo deve garantir a emancipação do sujeito humano e a realização de projetos pessoais e coletivos. É um trabalho ambicioso que não pode ser alcançado sem o intercâmbio com o meio familiar, constituindo-se como o nascedouro deste aprendizado. Nesse espaço, os sujeitos são impulsionados a rever suas crenças, desejos, sentimentos e conceitos na tentativa de compreender situações do dia a dia, as pessoas que os rodeiam e, assim identificar seus limites e potenciais, sempre em busca da felicidade.

Enfrentar e aceitar limitações, modificar ações e experimentar novas formas de saber/fazer/viver são conquistas que afetam não só a vida de cada um, mas também, e acima de tudo, a vida de outras pessoas. A proposta do NAPe, nesse intercâmbio com a família, é valorizar esse saber construído fora da instituição escolar, enquanto potencial educativo.