Acessibilidade
25 de outubro de 2017 19:15

Alunos de Arquitetura e Urbanismo participam de rodada de discussão com o Porto Social

Mais de 100 estudantes participaram do diagnóstico urbano e criaram soluções, que vão desde intervenções no espaço público até projetos arquitetônicos habitacionais de cunho social

Alunos do curso de Arquitetura e Urbanismo, participaram, na noite da última quinta-feira (19), de uma rodada de discussão interativa com a incubadora Porto Social. A atividade, promovida pelos docentes das disciplinas Desenho Urbano, Urbanismo II – Morfologia da Paisagem e Intervenção em Áreas de Interesse Social, tem como objetivo o desenvolvimento de projetos e ações nos bairros dos Coelhos, Boa Vista e Ilha do Leite.

“O Porto Social, por estar localizada nos Coelhos, busca implantar soluções para o crescimento social na área. Então, nossa ideia é pegar os trabalhos dos alunos e colocar para seleção na incubadora. Temos mais de 20 projetos de diversas temáticas: melhoria de mobilidade urbana e passeio do pedestre, diminuição na poluição visual, infraestrutura e outros. Acreditamos que é uma iniciativa benéfica para ambos os lados”, explicou Ivan Marques, um dos professores organizadores da ação.

Mais de 100 estudantes participaram do diagnóstico urbano e criaram soluções, que vão desde intervenções no espaço público até projetos arquitetônicos habitacionais de cunho social. Agora, a partir do acordo firmado, os universitários da FG podem atuar em parceria direta com o Porto Social ou com empresas incubadas, além de participar de Workshops e Design Building junto a Incubadora e a Abra – Arquitetos Brasileiros Associados e ser voluntário.

No evento, Pedro Verda, gestor de Inovação e fundador da Verda Impacto Positivo, e Jonathan Neto, sócio fundador da Abra – Arquitetos Brasileiros Associados apresentaram alguns cases de sucesso sobre alimentação saudável dentro das comunidades, empreendedorismo social e economia igualitária e solidária. A incubadora desenvolve suas ações enfatizando a cidade democrática, justa, com melhorias de mobilidade urbana, condições habitacionais e no acesso à informação e renda.