7 de maio de 2021 11:52

Confira os principais resultados da Pesquisa Institucional 20.2

Em 20.2 foi investigado a relação dos alunos com a experiência digital. Novo critério foi adotado devido a pandemia causada pela Covid-19.

Realizada semestralmente pela Comissão Própria de Avaliação (CPA), a Pesquisa Institucional investiga situações relacionadas a corpo docente, qualidade de ensino, experiência digital, entre outros serviços ofertados pela UNIFG. Todos os alunos e professores podem participar e as respostas podem servir para criar estratégias em benefício à comunidade acadêmica.

A pesquisa com os discentes revela que no último semestre, 63% desse público avalia positivamente o seu curso na instituição e que 73% estão satisfeitos com a condução dos professores nas aulas remotas síncronas.

A avaliação também contou com novos indicadores, o da experiência digital e dos protocolos de higiene adotados pela UNIFG. Em relação à experiência digital, 44% dos alunos mostraram-se satisfeitos com plataformas como BlackBoard e Collaborate. Já em relação às medidas de higiene, 80% avaliaram positivamente as ações adotadas no campus. Estes itens foram implementados na pesquisa devido à pandemia da covid-19.

Os professores também participam da pesquisa. Em 20.2, 90% dos respondentes estavam satisfeitos com a qualidade didática dos encontros remotos, enquanto a satisfação geral foi de 77%.

Todos os resultados relacionados ao ano de 2020 estão disponíveis na página da CPA, no site da UNIFG. É possível conferir o material completo AQUI.

 

A CPA

Desde 2002, a UNIFG já praticava a autoavaliação com seus alunos e em 2004, em atendimento aos requisitos do MEC, criou a Comissão Própria de Avaliação (CPA). Entre seus objetivos, o setor coordenado pelo professor Filipe Peixe, propõe avaliar a eficácia e efetividade acadêmica e social das ações que são desenvolvidas. Os membros da Comissão têm mandato de dois anos e são nomeados em ato pela reitoria.