Acessibilidade
20 de Abril de 2017 13:48

Intervenção profissional deve começar cedo

Esta semana, quatro palestras sobre Autismo, gratuitas e abertas ao público, serão realizadas na UniFG. Duas acontecem amanhã (18), no campus Boa Vista, pela manhã e à noite. As demais serão realizadas quinta (20), no campus Piedade

Quanto mais cedo for feito o diagnóstico do autismo (o ideal é na infância) e mais rápido for iniciada a intervenção profissional, melhores resultados serão obtidos. Esta é recomendação de quem atua com esse transtorno, que será debatido em quatro palestras gratuitas e abertas ao público, esta semana, na UniFG – integrante da rede internacional de universidades Laureate. A primeira acontece nesta terça-feira (18), das 9h às 12h e depois das 18h30 às 22h, no campus Boa Vista. A próxima palestra será realizada no campus Piedade, na próxima quinta (20), das 9h às 12h e também das 18h30 às 22h.

De acordo com a coordenadora do curso de Psicologia, Manoela Malta, é importante que haja intervenção interprofissional, ou seja, diferentes profissionais trabalhando juntos e alinhados no intuito de prestar um atendimento integral e obter melhores resultados. “E além de trabalhar a criança, é importante atuar, também, com o núcleo familiar e escola para que haja interação social e respeito às diferenças”, defendeu Manoela, que pesquisou sobre o tema em seu mestrado e doutorado.

Manoela informou que, além de debater o autismo com a sociedade, os estudantes do curso de Psicologia são habilitados a manejar interprofisisonalmente esse tipo de transtorno nos diversos espaços – clínico, escolar e social – e que a UniFG tem uma política de inclusão de pessoas com autismo em sala de aula. Outro serviço é atender e orientar mães e essas crianças na FG Comunidade. Trata-se de um centro de atendimento em Piedade, que oferece à população serviços gratuitos de saúde e orientação jurídica. A FG Comunidade está localizada na Avenida Ayrton Senna da Silva, 3990.

Palestras
As palestras sobre o transtorno do espectro autista serão conduzidas por profissionais convidados pela UniFG. São eles:
-Adriana Carla de Carli Chaves – fonoaudióloga especialista em fisiologia, motricidade oral, neuropsicologia, psicopedagogia, psicomotricidade relacional, voz e aprimoramento em ABA, PECS e TE ACCH;
-Cristina Torres de Almeida Fonseca – pedagoga, psicopedagoga clínica e institucional, com formação no sistema de comunicação por troca de figuras – PECS – e no método Teacch (tratamento e educação para autistas) e pós graduanda em Transtorno do Espectro Autismo;
-Leslye Camilade Carvalho S. Monteiro – terapeuta ocupacional especialista em PECS, ABA e tem certificação internacional em integração;
-Maura Regina Rodrigues Pastick – pedagoga e psicóloga especialista em psicologia clínica e escolar, psicomotricidade relacional, terapia de casal e família, psicanálise e PECS.

Serviço:

O quê: Palestra sobre Transtorno do Espectro Autista
Quando: Amanhã (18) e quinta (20)
Onde: Amanhã (18) – UniFG – campus Boa Vista, na Avenida Governador Carlos de Lima Cavalcanti, 11, Derby. Das 9h às 12h e das 18h30 às 22h.
Quinta (20) – campus Piedade, na Rua Comendador José Didier, 23. Das 9h às 12h e das 18h30 às 22h.
Quanto: de graça e aberta ao público
Informações: (81) 4020.9085