Acessibilidade

Central do Candidato: (81) 4020-9085 / Central do Aluno: (81) 3461-5556 +

4 de fevereiro de 2020 11:17

Jornada de Desenvolvimento Docente teve sua primeira edição

Evento foi uma imersão didática-pedagógica que deu início em janeiro e estende-se a fevereiro. A jornada contou com palestras e workshop voltados para os docentes.

O Centro Universitário dos Guararapes promoveu a abertura da semana acadêmica com a primeira edição da Jornada de Desenvolvimento ao Docente (JORDES). O evento teve início no dia 20 de janeiro e segue até o dia 07 de fevereiro no campus Piedade.

Na programação da JORDES, na noite do dia 27/01, a cerimônia de abertura do semestre com o tema: Educação facilitadora: histórias compartilhadas e ações para o futuro, teve a participação da Psicoterapeuta e Profª Drª  Benéria Yace convidada a palestrar acerca da inteligência emocional e felicidade, baseado em métodos específicos de sua formação que podem ser utilizados em sala de aula.

Além da palestra de Benéria, a Jornada também teve em sua programação, mais de 60 momentos dedicados ao desenvolvimento de alta performance docente com destaque no Workshop de Metodologias Ativas e de elaboração de questões teórico-reflexivas com foco na Avaliação, organizado pelo coordenador de Qualidade Acadêmica, Professor Gustavo Leite e ministrado por facilitadores treinados das 5 Escolas da UNIFG.

A JORDES tem o objetivo de qualificar academicamente os docentes da instituição e incentivar a aplicação dos métodos apresentados em sala de aula, facilitando o aprendizado dos alunos, sempre com foco na formação continuada promoção dos serviços e produtos Laureate.

“Através desses métodos, começamos a perceber que há um processo integrador quando planejamos ou formamos professores de qualidade acadêmica. Desta forma, conseguimos desenvolver a alta performance dos professores e, consequentemente, dos nossos alunos”, diz Prof. Gustavo Leite.

“Ao decorrer dos anos a tecnologia vem avançando e os alunos vem se modernizando em todos os sentidos. Esta prática faz com que os estudantes sejam os protagonistas do processo e os professores utilizam de metodologias ativas em sala coloca a responsabilidade de aprender nas mãos dos próprios alunos, através do uso de diferentes atividades de treinamento ativo”, finaliza.